Colabore

ENVIE O SEU MATERIAL QUE IREMOS ANALISAR PARA POSTERIOR PUBLICAÇÃO

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

ITAITUBA VAI SEDIAR II CARAVANA EM DEFESA DO RIO TAPAJÓS, COM TEMA SEUS POVOS E SUA CULTURA.

Caravana luta pela preservação do Rio Tapajós.  Foto. Nazareno Santos

Nos dias 26, 27 e 28 deste mês Itaituba vai sediar um grande evento denominado II Caravana em defesa do Rio Tapajós tendo como local a Escola Municipal Joaquim Caetano Correia.

  O encontro vai ser aberto na sexta feira dia 26 com marcha da abertura com concentração na Praça do Cidadão às 17 horas e caminhada pelas ruas até a orla da cidade. 

Tapajós e suas belezas encantadoras

Haverá também show regional com grupo resistência Tapajós.   No decorrer dos três dias de encontro ocorrerá debates, discussões com vários eixos temáticos tais como participação e gestão democrática dos povos do Tapajós, uso e proteção da terra e territórios, participação da plenária, noite cultural Tapajônica.

 
Movimento luta pela sustentabilidade dos recursos naturais
Mas o que é a II Caravana em defesa do Tapajós? Se trata de um espaço de fortalecimento das lutas e resistências em defesa da vida dos vários grupos existentes na bacia do Tapajós,  na pretensão de despertar consciência crítica das pessoas acerca dos grandes empreendimentos pensados para a região Amazônica,  em especial o Oeste do Pará.

novos empreendimentos, exploração aurífera preocupam o movimento

 De acordo com seus organizadores o objetivo do que eles consideram um histórico encontro, é dar voz aos vários grupos de resistência para unificar as forças em defesa dos povos e do Rio Tapajós.

 Como convidada especial pelo seu espírito de luta na defesa do seu povo, a líder indígena Alessandra Korape atuará como intermediadora na mesa de debate que terá o tema experiências, desafios e conquistas dos povos dos Tapajós.

 A programação que vai transcorrer pela manhã, tarde e noite será encerrado com um abraço simbólico na orla da cidade de Itaituba. Na definição dos encaminhamentos de tudo que foi exposto nos painéis das palestras será construída uma estratégia comum de resistência a partir das apresentações dos resultados das atividades autogestionadas  e dos grupos de trabalho

Texto e fotos- Jornalista Nazareno Santos.

Reproduzir matéria mas faça o favor manter o crédito.

Fraude em programa Pente-fino no Bolsa Família levanta indícios de irregularidades cometidas por cadastradores ________________________________________

Os primeiros resultados do pente-fino no programa Bolsa Família feito pelo governo interino de Michel Temer levantaram indícios de fraudes cometidas por cadastradores do programa, que estão associadas a desembolsos no valor de cerca de R$ 100 milhões. Os cadastradores são, geralmente, funcionários das prefeituras responsáveis por colocar os dados dos beneficiários no sistema. 

Num dos casos que mais chamou a atenção, um cadastrador conseguiu a proeza de fazer a adesão de cerca de 2,4 mil famílias beneficiárias em um único dia. A média diária, por funcionário, é de 15 inclusões no programa. Há um longo questionário para ser registrado no sistema a cada cadastramento de beneficiário. Em outro caso, um mesmo colaborador cadastrou famílias residentes em 25 diferentes estados.

 Por mais que beneficiários possam se mudar, sem interrupção do recebimento do recurso, o fato suscitou a suspeita de fraude. O governo não descarta a possibilidade de ter sido feito um mutirão, com dezenas de colaboradores, para se chegar à marca de quase 2,5 mil inclusões por dia. Apesar disso, o episódio é inédito na história do programa e não condiz com boas práticas de gestão.

 Um outro problema levantado no pente-fino é a inscrição de dois cadastradores - um homem e uma mulher - com um mesmo CPF. Para o secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário, Alberto Beltrame, os indícios de fraude apontam qual deve ser o foco da revisão no Bolsa Família: 

“Não queremos identificar o beneficiário que, por algum motivo, subdeclarou a renda, mas sim verificar onde estão os grandes furos da gestão, que resultam, em última instância, nos recebimentos indevidos. 

Estamos levantando dados prévios que vão ser mais bem apurados. Já são R$ 100 milhões de pagamentos vinculados a essas coisas estranhas”. O pente-fino, motivado por uma denúncia feita ao governo, é focado na gestão - e menos a busca de beneficiários que mentem a renda para receber o Bolsa Família. Por causa de reportagens recentes sobre fraudes, um morador da cidade de Santo Cristo (RS) verificou, por meio da lista pública do programa, que seu nome constava como beneficiário. No cadastro, seus dados estavam corretos, menos o rendimento. 

Ele aparecia, no sistema do Bolsa Família, que é acessível ao público, sem qualquer fonte de sustento, o que não condiz com a realidade. Ao verificar o registro, os funcionários do ministério confirmaram que havia sido emitido um cartão do Bolsa Família no nome do gaúcho, e que dois saques já tinham sido feitos. Depois disso, como não houve mais retiradas, a conta foi bloqueada, embora tenha continuado a receber os depósitos mensais.

No Pará, 540 tentam cargo de prefeito Candidaturas: Média é de quase quatro candidatos para cada um dos 144 municípios

Em todo o Estado, 540 pessoas disputam uma vaga de prefeito, outras 540 as acompanham na eleição para vice-prefeito nos 144 municípios paraenses. A média é de 3,75 candidatos por vaga. Para vereador, estão na disputa 19.012 candidatos, que ambicionam ocupar uma das 1.734 cadeiras disponíveis nas câmaras municipais paraenses. A média é de 10,96 candidatos para cada vaga.

 Em alguns municípios, a corrida pelo voto será bem mais difícil. Somente em Belém, cidade com o maior número de eleitores (1.043.219), além dos 10 candidatos à prefeitura, outros 858 tentam uma das 35 cadeiras de vereador. A média é de 24,51 candidatos por vaga. Em Ananindeua, a disputa também é bastante acirrada: 614 pessoas tentam ocupar uma das 25 cadeiras da Câmara Municipal, o que dá 24,56 candidatos por vaga. 

Já em Santarém foram registrados 13,57 candidatos por vaga, com 285 pessoas tentando ocupar uma das 21 cadeiras da Câmara. As estatísticas eleitorais de 2016, divulgadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), revelam ainda que PMDB, PSDB, PSC, PSD, PR, PT e PDT são, nessa ordem, os partidos com maior números de candidatos inscritos para o pleito deste ano, no Estado do Pará. Juntas, essas siglas contam com um total de 8.657 nomes na disputa ao cargo de prefeito ou vereador, em todo o território paraense, onde o número de candidatos totaliza 20.092. 
ORM- O Liberal

Pesquisa traça perfil da educação no Pará GEPERUAZ: Leis preveem direitos, mas não asseguram sua efetivação na realidade do Estado ________________________________________

Salomão Hage (esq.): pesquisa sobre os povos ribeirinhos; e Sérgio Moraes: palestra sobre saberes tradicionais. Há um ano, cerca de 30 pesquisadores do Grupo de Estudo e Pesquisa de Educação do Campo na Amazônia (Geperuaz), do Instituto de Ciências da Educação (Iced), da Universidade Federal do Pará (UFPA), desenvolvem a pesquisa “Territorialidades Amazônicas e suas implicações para afirmação da escola pública”. 

Levantamento quantitativo feito pelo grupo nos 144 municípios do Pará identificou que vários direitos previstos em leis não são assegurados às populações. Em termos qualitativos, o foco da pesquisa é identificar essa situação na diversidade quilombola, ribeirinha, indígena, extrativista e de assentados, e com apoio da sociedade e órgãos competentes fazer com que os direitos sejam garantidos.

 “O levantamento, que faz parte do estudo qualitativo da pesquisa, ocorre a partir do Censo Escolar, realizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. A partir das legislações na área da educação, verificamos quais direitos são efetivados na medida em que estão assegurados. Só para se ter uma ideia do problema, a Constituição Federal assegura que toda criança, de 4 a 17 anos, deve estar na escola cobrindo da pré-escola ao ensino médio. Mas os índices de atendimentos na pré-escola estão em cerca de 50% e no ensino médio não atingem 10% no Pará.

 Existe meta no Plano Nacional de Educação de atendimento dessa demanda. Então, isso tudo vamos cobrar no estudo”, afirma Salomão Hage, professor do Iced/UFPA, que faz parte do grupo. A pesquisa levará em conta também teses e dissertações produzidas sobre os conhecimentos, as experiências e os processos educativos desses sujeitos.

 “Para conseguir garantir esses direitos, de fato, apostamos na mobilização da sociedade”, destaca Hage. O Grupo de Estudo e Pesquisa de Educação do Campo na Amazônia estuda e pesquisa a educação do campo na Amazônia e, nos últimos dois anos, investiga os povos tradicionais, a relação que eles estabelecem com seus territórios e o papel dos processos educativos. 

 O Liberal Digital! ________________________________________

Pará debate nova divisão geográfica feita pelo IBGE DEBATE: Atualiação prevê estabelecimento de Regiões Imediatas e Intermediárias ________________________________________

Belém debateu ontem a atualização proposta pelo IBGE para a divisão geográfica do Pará Representantes de órgãos públicos, acadêmicos, professores e a sociedade em geral iniciaram neste mês uma série de audiências públicas promovidas pela Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas (Fapespa) para discutir a proposta do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de atualizar a divisão geográfica do Pará.

 Ontem foi a vez de Belém receber o seminário “Divisão Regional do Brasil - Regiões Geográficas do Estado do Pará: Diálogo com a sociedade paraense”, que já passou por Marabá, Tucuruí, Bragança, Castanhal e Altamira. O auditório do campus da Universidade do Estado do Pará (Uepa) ficou pequeno para o público interessado. 

“Este é um assunto que vai interferir em políticas públicas importantes. É imprescindível a sociedade conhecer o assunto e contribuir para formulação de uma proposta final que possa beneficiar a todos”, comentou a universitária Sâmia Alice Nogueira, de 25 anos. 

Hoje o seminário volta a ser realizado em Belém, na sede da Fapespa, para deliberar sobre as regiões de Belém e Marajó. Amanhã a programação encerra em Santarém o ciclo de audiências públicas. Em setembro, a fundação formulará um relatório com os pontos levantados pelos participantes para entregar ao IBGE. 

O Liberal ORM

SUICIDIO NO CENTRO DE RECUPERAÇÃO DE ITAITUBA: PRESO SE MATA UTILIZANDO UM LENÇOL

bandido barra pesada, desta vez empreendeu fuga da vida
O fato foi informado à imprensa pelo próprio diretor do CRRI, Hamilton Pinheiro.  O preso foi identificado como Elienay Carvalho, ele se matou dentro de uma cela aonde havia anteriormente liderado um principio de motim. Era considerado como de alta periculosidade.

 Elienay tinha 22 anos e se encontrava cumprindo pena com interno na casa penal.  O Centro de Perícias Científicas Renato Chaves esteve no centro de recuperação para fazer a remoção do cadáver e realizar pericia técnica na causa mortis no caso como sendo suicídio. Com informações do diretor do CRRI 

Foto Marinaldo Silva

terça-feira, 23 de agosto de 2016

SABEMOS COMO FAZER E VAMOS FAZER. PARA REFLETIR NO BANHEIRO

No seu fantasioso Plano de Governo bem bolado para lubridiar a população ou os mais incautos, a prefeita Eliene Nunes demonstrava que em um ÚNICO mandato iria resolver todas as mazelas que em palanque ela jogava para os seus adversários políticos.  Mas vamos a alguma questões pontuadas coligidas da sua cartilha politica que viraram mera peça de ficção no ocaso de um governo que resolveu sair pateticamente de sua “Hibernação” POLÍTICA, de sua letargia administrativa  para tentar em seis meses redesenhar uma imagem, recriar um falso cenário  que não existe de Verdade.

 Tópico 1- Governo da verdade- transparência vai garantir uma atuação eficiente. Na prática nunca mandou informações para a Câmara de vereadores recebendo críticas por isso, sem que a Câmara tenha tomado qualquer medida legal para coibir esse abuso, principalmente sobre quanto arrecada de renda própria. Sem falar na CPI que foi blindada e resultou inócua pelo silêncio sepulcral do MPE.

 Tópico II- diversidade, coragem e competência. A tríplice e risível argumentação sem devido crédito já que não passaram de mera retórica verborrágica como discurso de campanha. Em semântica ela eximia, quanto a administrar... ITAITUBA do Século XXI. Está terminando seu patético e risível governo e Itaituba ainda não chegamos no século XXI conforme idealizado e prometido com base nas obras prometidas em sua maioria faraônicas ou outras que viraram elefante branco. Manter Planos e projetos independentemente dos governos que criaram- Refrescando a memória. Acabou com a Banda municipal, Zico 10 e outros programas deixou sucateado ou funcionando na base do improviso sem qualquer planejamento Valorizar o Funcionalismo. 

 Deu na marra, sob muita pressão 5% de aumento para todos os funcionários, sem antes mandar reprimir com policia o movimento grevista dos professores, que tiveram outros direitos negados. Alega que paga salários em dias, mas um governo que pretende ofertar um século XXI futurista, de vanguarda não pode se limitar a ser mera gerente de folha de pagamentos, pois isso não é obra de governo, mas sim obrigação legal, e depois se não pagar vai ser penalizada pela lei de responsabilidade Fiscal. 

 Efetivar Saúde Plena- Postos de saúde funcionando precariamente com falta de medicamentos, Hospital Municipal com precariedades antes inexistentes, e sem especialistas no próprio município conforme havia prometido em palanque. Democratizar o processo de Construção do orçamento Municipal.  Quem lembra ter participado de alguma reunião sobre isso, se até a Câmara foi alijada de informações.  

 Criar laboratório central para reduzir deslocamento a outros centros.  Realidade. Hospital não atende com demanda suficiente de exames. Muitas pessoas pobres não conseguem às vezes nem exame de verme. Em palanque ela criticava e dizia que ira fazer melhor, porque era mais preparada e competente para isso. 

Criar Centro de especialidades Médicas. Alguém pode explicar o que isso e onde está funcionando??? .Implantar o CEO, Centro de Especialidades Odontológicas- Como anda o sorriso das pessoas carentes de nosso município? Que comunidade ou bairro recebe esse beneficio? Kit Cegonha e Madrinhas Sociais. 

É Mais fácil acreditar que realmente uma cegonha é quem traz um bebê, do que essa Cegonha social funcionar a contento. Plano de cargos e carreiras, remuneração e participação social, políticas de progressão salarial.   De fato os funcionários recebem benéficos dessa ordem como se estivessem morando na França.  Mas caso ela tenha falado a verdade mandar informações para este blog que voltamos atrás nessa critica. 

Construir e Implantar a Maternidade Municipal com estrutura, atendimento especializado à gestante e recém-nascido,  (que bebê Itaitubense nasceu nessa maternidade, em que lugar está funcionando a mesma? E-meio sobre mais essa mentira deslavada para nazarenopoeta@hotmail.com. Conclusão da UPA-(essa não merece nem comentários)  

Na educação construir novas escolas (falou construir não remendar escolas antigas que fique bem claro, garantir alimentação digna na merenda escola (todos viram a presepada feita no cardápio pobre de alternativas nutricionais tendo como carro chefe a banana, Yes nos temos sim banana, mas ela deu banana pras crianças e para os que votaram nela. 

 Implantar mais um Conselho Tutelar, não implantou e o que existe não tem o devido apoio merecido. Abrigo para mulheres vitimas de violência doméstico. Existe, funciona em que lugar???. Dentre as falácias e projetos faraônicos para “enganar a população” principalmente aos mais pobres ela também incluiu criação de restaurante popular com alimentação de qualidade e preço acessível à população. Foi uma indigesta mentira, mas de qualquer forma se alguém já comeu uma quentinha ou um PF de dois reais nesse restaurante fineza nos informar. 

Outras mentiras com pílula dourada- Revitalização da Biblioteca (transferiu para a Semdas quando em todos os governos a Biblioteca sempre teve mais vinculo com a educação. Bibliotecas Comunitárias em todos os bairros de Itaituba. Que bairro foi contemplada com alguma? Fomentar os eventos culturais- Não apoiou festival de Barreiras que só está acontecendo por iniciativa dos seus moradores, deu uma esmola ao festival do Cacau, outros festivais estão a mingua e só ocorrem por iniciativa da população.  Prometeu reativar a escola de artes e ofícios e seu governo e mandato já está terminando e ela não moveu uma palhar para garantir essa escola de artes e ofícios, mais uma mentira deslavada que deixa qualquer Pinóquio no chinelo. Centro de cidadania cultural por área temática.

 Prometeu mas não cumpriu. Implantação do Cinema popular. Também mentiu sobre isso, quem quiser assistir cinema em Itaituba tem que se virar para pagar ingressos no cinema do Shopping particular. CONCHA ACÚSTICA NA PRAÇA DO CIDADÃO E BANDA DE Música. Não construiu a primeira e ainda acabou com a segunda. Algum artista de Itaituba já foi contemplado com a efetivação da lei de Incentivo a Cultura???. Celina Virgulina que batiza o projeto tremeu no túmulo com tamanha desfaçatez para enganar a boa vontade daqueles que acreditaram nesse e em outros mirabolantes projetos que não saíram do papel. Parque Municipal e Horto Municipal. 

 Está mais fácil o itaitubense encontrar Pokémons pelas ruas da cidade do que esses dois projetos visagens que só existiram na imaginação fértil do governo de todos os contrastes e mentiras.

 A População de Itaituba hoje está bem apoiada com um moderno terminal rodoviário, assim como a de Itaituba também, as duas rodoviárias foram construídas e estão em pleno funcionamento, de acordo com o tópico na cartilha do segmento Infraestrutura. Para quem acredita em canto de sereia... 100 Metros de ponte de concreto com recursos do governo federal. 

 A única coisa de concreta que existiu foi a mentira bem maquiada para enriquecer um discurso farsante. Estadualização das Transbarreiras, Transpimental e Transfarturão. Todas estão como antes no quartel de Abrantes.  De novidade só o “Rally do abandono” que os agricultores precisam fazer para escoar seus produtos. 

Ampliar o Programa Luz para todos (que qualquer criança de jardim sabe que esse programa é exclusivamente federal, com recursos da união) Pavimentação asfáltica de Miritituba, drenagem e saneamento básico e outros bla´bla-blás que viraram peça de ficção cientifica. Bloqueteamento nas ruas de Moraes Almeida, Campo verde, São Luiz do Tapajós, Barreiras e Vilas em áreas ribeirinhas turísticas. Essa mentira descomunal e paquidérmica se superou. Mas para quem acredita em mula sem cabeça e já viu Sacy que acredite. Vamos a mais engodo e mentirtas??? 

Construção de novas praças. Que bairro ganhou Praça nova??? Praça do Cidadão abandonada (prometeu revitalizá-la), coleta de lixo com aumento de frota, caçambas andam espalhando, lixo nas ruas por não estarem acondicionados em veículos próprios, sem falar a humilhante situação do gari que precisa ir junto com o lixo exposto riscos de saúde..

.interpretando o que ela e sua brilhante equipe de técnicos formularam num arremedo de Plano de governo. Ampliar a rede de abastecimento de água potável por meio da criação de micro sistema de abastecimento aonde não houver o atendimento. Trocando em miúdos como nas quinhentas pontes de concretas ela construiu microssistema em toda a nossa cidade. Quem achar que estou mentindo ao colocar essas verdades que atire a primeira pedra...

 A População de Barreiras que vê sua comunidade engolida pelas erosões está feliz da vida com a construção de seu moderno Trapiche para embarque e desembarque de cargas e passageiros. Conferir é meio complicado, mas está escrito que ela mantém seis mil pontos de iluminação com ampliação de mais seis mil na iluminação pública.

Em síntese ela implantou doze mil pontos de Iluminação pública transformando nossa cidade numa cidade Luz mais clara que a bela París.  Para enfeitar o bolo com a cereja da mentira deslavada ela ainda colocou embaixo dos tópicos mais um slogan que dizia que junto com você, Itaituba vai voltar a crescer. Agora ela em campanha com muita modéstia colocou que é para Itaituba não parar. Shopping Popular- Que se arrasta a passos de cagado custou uma tradição e uma bela história transformada em escombros.

 Shopping Popular deve ter sido mais um ”Insight” de algum dos seus gurus que ajudaram a criar o seu plano de governo. Por sinal muitos já se penitenciaram por também terem sido enganados. Bem para quem vive reinventando a roda isso é mais um detalhe em meio aos absurdos cometidos por essa gestão. Poló Joalheiro. Bem ela prometeu implantação de algo que já existia e só precisava de apoio. Quanto aos cursos ficou na fértil imaginação de quem propôs mais esse arremedo de projeto político.

 Sala do Empreendedor com atendimento diferenciado ao microempresário. Como isso foi possível se ela nunca recebeu em audiência os presidentes da CDL da Associação Comercial??? Patrik que o diga , por questões rancorosas e perseguidoras da prefeita já que tudo ela transforma em picuinhas políticas, jamais teve acesso a ela, imaginem um simples mortal... Mas se alguém souber como e onde funciona essa sala, mandem informações que colocaremos aqui sem qualquer constrangimento.

 Temos hoje uma das mais belas praias da Orla de Itaituba, construída com emissários de esgoto (que nem se sabe que diabos isso quer dizer) já que também virou peça de ficção científica na mente brilhante da prefeita e seus gurus, que numa versão contrário do REI MIDAS transformam em fracasso tudo que tocam. 

CRIAÇÃO DA GUARDA MUNICIPAL. Alguém esqueceu de lembrar ou avisar a ela que Itaituba não teria como ter Guarda Municipal por se tratar de uma cidade com menos de cem mil habitantes, de acordo com o IBGE. Mas foram tantas falácias e mentiras que mais essa passou despercebida por quem leu esse Plano recheado de pérolas verborrágicas. Paradas de ônibus, Transporte Coletivo.. e abrigos aos taxistas e mototaxistas.

 O único que foi festejado como grande obra desabou literalmente o que demonstrou que sua engenharia politica do engodo pode até funcionar, mas a engenharia propriamente dito ficou devendo no quesito abrigo para mototaxista. Até hoje a obra não teve o dedo de nenhum engenheiro Garantir escoamento da produção com aquisição de caminhões e manutenção periódica das vicinais e pontes.

 Bem as pontes prometidas não foram feitas, quanto ao caminhão às mulheres agricultoras da Vicinal do Cacau pagam do próprio bolso o transporte que possibilita que se improvisem a céu aberto no meio de uma praça quando existe locais adequados, mas que não foram revitalizados nesse sentido.

 Se faltou verbas e compromissos para com as nossas heroicas mulheres guerreira da vicinal do cacau, houve abundância de promessas não cumpridas... Se não fosse a antiga SAGRI, talvez essa feira nem existisse. O Douglas que o diga. Quando ela fala resgatar dá a impressão que pegou tudo no fundo do poço, prometeu resgatar o que alguns prefeitos já faziam que era reunir com presidentes de comunidades, só que ela não fez resgate nenhum porque nesse governo não existiu essas reuniões nos moldes técnicos como eram feitas...

 Ela prometeu que iria garantir a permanência dos agricultores na área do aeroporto, assim como também havia garantido outras coisas que viraram fracasso. Colocou em meio a mais um slogan mentiroso que dizia melhorar a vida das pessoas como saida de grande mudanças; Vamos lá no conjunto da obra no quesito de como fazer magia parecer realidade prometeu e não cumpriu, mas está lá inclusive escrito o seguinte . Inserir o projeto de tanque rede para o fomento (que palavrinha mágica que faz parecer bonito essas promessas não cumpridas) para a piscicultura, mas piscicultura ou não, o mar nesse governo não esteve para peixe, e o tal projeto também virou peça de ficção. Se o solo tem vocação ou não são outros quinhentos, má está lá escrito também que ela iria elaborar o zoneamento vocacional do solo para fomento (de novo a palavrinha mágica) da agricultura. Outra palavrinha magica muito usada por ela. Ela prometeu resgatar os jogos abertos de Itaituba. Alguém ai tem alguma lembrança mesmo que vaga desse evento???. De Novo resgatar os campeonatos da primeira e segunda divisão, cedeu o campo de futebol para construção do hospital e o estado não construiu outro estádio conforme anunciado sob os holofotes da mídia pela prefeita quando do convênio. Cadê a parceria que ela disse que iria firmar com o governo do estado para a construção do Estádio Municipal? Pelo menos ela criou a COPA RURAL o que já serve de consolo em meio a tantas promessas não cumpridas. No Plano de governo aonde ela prometeu resgatar e fomentar tudo que visse pela frente prometeu também criar a Secretaria Municipal da Juventude. (Não tenho certeza se de fato criou ou não, mas se não me falha a memória nunca vi nem sei a localização dessa Secretaria) Conselho Municipal de Juventude. Se ela não criou a Secretaria para que iria servir esse conselho? Viram as discrepâncias e incoerências entre a pratica e o discurso do governo de todos?. Ela encheu de linguiça a cartilha sobre esse pomposo tema juventude... Depois de implantar o Centro de referência, depois de garantir a regulamentação e efetivação dos Planos de cargos e salários, ela de forma abstrata afirmou com todas as letras que se eleita iria zelar pelo cumprimento dos princípios constitucionais da administração pública, atuando com legalidade, moralidade pública, publicidade, impessoalidade e eficiência. Quanto a isso que cada um tire suas conclusões eu particularmente tenho minhas dúvidas. E finalizando seu modelo de gestão ela também prometeu que iria atuar com transparência na gestão administrativa. Escrevi esse tempo verbal iria, porque se ela ia e não foi é sinal de que sempre esteve a deriva todo esse tempo e como a população de Itaituba não é tão ingênua ou abestada como muitos pensam, esperemos para ver quem está certou ou errado após as eleições. 

E para fechar esse texto repriso aqui uma máxima que a prefeita modelo de gestão colocou, de autoria de Edmund Burke na sua cartilha ou Plano Mágico de Governo sob a égide de Mandrake. “Para que o mal prevaleça, basta que os homens de bem não façam nada”. Parafraseio finalizando que esse slogan poderia servir de reflexão para quem vai as urnas com o espirito da consciência limpa e do bom senso critico, para que lembrem que há uma arma chamada o seu voto, como uma ferramenta poderosa para encerrar o contrato de quatro anos com uma má inquilina que ocupou um gabinete com a missão de gerenciar nossa cidade obedecendo estrito louvor do dever, mas não honrou, nem cumpriu a confiança depositada. 

 Que o silêncio dos pseudos inocentes, e das vítimas das humilhações morais ecoe, retumbe com a força de um bumbo, e que os homens de bem não se calem sob pena do silêncio virar um estigma para as injustiças acobertadas pela vaidade do poder nas urnas dia 2 de Outubro ...E se a população reprovar a professora Eliene Nunes nas urnas , que ela aprenda uma sábia lição de ter sido vítima do seu mega slogan ”Sabemos como fazer e vamos fazer”.

Começa transporte das urnas eletrônicas Eleições: Este ano, o Tribunal Regional Eleitoral vai utilizar 20 mil equipamentos ________________________________________



Serão utilizadas nas eleições deste ano no Pará o total de 20 mil urnas eletrônicas. Ontem, começou o embarque das 16 mil urnas eletrônicas que serão empregadas nos municípios do interior do Estado. A previsão da seção de Logística de Urna do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Estado é de que todas sejam entregues até 5 de setembro. 

Das 8h às 17h de ontem, foram encaminhadas 1,3 mil urnas para 13 municípios da região do Marajó. Hoje e amanhã, serão levadas 4 mil às regiões do baixo Amazonas e sudoeste do Pará. Nesta sexta, 26, e sábado, 27, serão levadas 4,3 mil para o sudeste do Estado. De 31 de agosto até 2 de setembro, será feito o transporte de 6,4 mil urnas à região nordeste paraense . Na Região Metropolitana de Belém serão mais de 4 mil urnas, com distribuição de 29 de setembro até 1º de outubro, véspera do pleito.

Ontem, as 1,3 mil urnas levadas à região do Marajó serviram para atender aos municípios de Afuá, Anajás, Breves, Cachoeira do Arari, Chaves, Curralinho, Gurupá, Melgaço, Muaná, Ponta de Pedras, Portel, São Sebastião da Boa Vista e Soure. 

De acordo com o chefe da Sessão de Logística de Urna do TRE, Alcides Pamplona, das 16 mil urnas, 3,5 mil são novas e serão utilizadas pela primeira vez. As demais já foram usadas em eleições desde 2010. Estas, são modelos fabricados em 2009.